Em sequência às tratativas junto às autoridades competentes, com relação ao caso Lucas Emanuel Aguiar de Souza e seus familiares, que sofreram com ação arbitrária de policiais militares, pertencentes ao Batalhão da ROTAM, a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac) informa que foram realizadas oitivas, presencialmente, na Ouvidoria Especializada de Polícia, com todas as vítimas envolvidas no caso.

A partir dos relatos das vítimas, foram encaminhadas denúncias relativas a estes fatos à Corregedoria de Polícia, ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça e Defesa dos Direitos Humanos (CAO-DH) e ao representante do Ministério Público responsável pelo controle externo da atividade policial, dr. Luiz Gustavo Ribeiro.

Por intermédio da Ouvidoria Especializada de Polícia fomos informados ainda, na data de ontem (13/11), que os fatos em questão culminaram na instauração de um Inquérito Policial Militar, número 119934, no âmbito da Corregedoria de Polícia, para apuração e correição.

À medida que novas informações ou desdobramentos acerca do caso venham a surgir, procederemos à divulgação.